Pesquisas já comprovaram que o uso da cannabis para o tratamento da dependência química de drogas como cocaína e crack pode ajudar os pacientes agindo no sistema endocanabinoide, sistema responsável por regular todas as funções do nosso organismo, incluindo o desejo de alguma substância. É importante ressaltar que a substância da Cannabis usada no tratamento é o CBD (canabidiol) e não o THC (tetra-hidro-canabidiol).

A dependência química

A dependência química é caracterizada pelo uso abusivo de substâncias capazes de causar alterações no estado mental da pessoa. Essas substâncias inicialmente proporcionam sensação de prazer e de bem-estar, mas também trazem grande prejuízo para o organismo, principalmente para o sistema nervoso central, deixando a pessoa completamente dependente de doses cada vez maiores.

As substâncias usadas pelos dependentes acionam um sistema de recompensa do cérebro, capaz de receber estímulos que são a sensação de prazer e transmitir para o corpo todo. As drogas criam uma ilusão de prazer que induz a pessoa a repetir seu uso compulsivamente.

O tratamento comumente aplicado para a dependência química é com o uso de antidepressivos e outros medicamentos fortes, porém esses medicamentos podem causar dependência da mesma forma nesses pacientes.

O tratamento com a Cannabis

As pesquisas já demonstraram que a Cannabis para o tratamento da dependência química é capaz de ajudar os pacientes diminuindo a abstinência pela droga usada. A substância da Cannabis capaz de ajudar dependentes químicos é o CBD e não o THC, que possui um pequeno potencial de causar dependência, e pode piorar a situação, especificamente, dos pacientes em tratamento. Já o CBD atua reduzindo o desejo pelas drogas, como cocaína e crack, restaurar a função cerebral prejudicada pelo uso dessas drogas e, principalmente, prevenir as recaídas, que são comuns ao longo do tratamento. E o uso da Cannabis medicinal para dependentes químicos se dá por meio de um óleo produzido com o CBD.

No tratamento, o canabidiol age no sistema endocanabinoide do nosso organismo, sistema responsável por toda a regulação do nosso corpo. Faz parte desse sistema também a regulação da homeostase (pressão sanguínea, humor, ciclos de sono, entre outras funções) por meio do sistema nervoso. Com isso, o canabidiol presente na Cannabis é capaz de combater a abstinência dos usuários sem causar efeitos colaterais.

Pesquisas já comprovaram a eficácia da Cannabis para o tratamento da dependência de diferentes drogas

Um estudo realizado pelo Scripps Research Institute, em San Diego, demonstrou que o canabidiol inflama os receptores de serotonina do cérebro, reduzindo a vontade do paciente de buscar as drogas que consumia.

Em outra pesquisa, divulgada na revista The Lancet, uma das principais revistas médicas do mundo, apresentava o uso da Cannabis para tratar depedência química do ópio, agindo como antiemético, ação comum em medicamentos usados para o tratamento de náuseas e vômitos.

Um experimento publicado pela Society for the Study of Addiction analisou a administração de CBD em camundongos e a conclusão foi de que o canabinoide reduziu as propriedades de reforço, motivação e recaída para o uso do álcool.

Em outro estudo mais recente, de 2019, publicado no American Journal of Psychiatry, foi comprovado que pessoas com dependência química sentiram menos necessidade de consumir drogas quando receberam canabidiol, além disso os pacientes ficaram mais calmos e menos ansiosos.

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe com seus amigos. E comente aqui para nós outros assuntos que você gostaria de ler em nosso blog.

Para continuar lendo sobre o uso medicinal da Cannabis, clique aqui e confira como a maconha está ajudando muito pacientes, especialmente crianças, com paralisia cerebral, dando muito mais qualidade de vida para eles.

Fontes: https://www.tuasaude.com/dependencia-quimica/


Leave a Reply

Your email address will not be published.