Os medicamentos produzidos a partir do canabidiol já demonstraram eficiência no tratamento de diversas doenças. Estudos têm demonstrado que a cannabis, quando administrada logo após um AVC, também é capaz de diminuir os danos cerebrais e melhorar a recuperação do paciente. Neste texto vamos, então, explicar sobre a cannabis e o AVC e dar mais detalhes de como essa planta tem se mostrado importante para os pacientes que sofreram um acidente vascular cerebral (AVC).

No passado acreditava-se que o uso frequente de maconha poderia, inclusive, causar AVC nas pessoas, mas, recentemente foi divulgada uma nova pesquisa de neurologista do Centro Médico da Universidade do Mississippi que não encontrou nada que ligasse o uso maconha a ataques isquêmicos no cérebro. O que se tem de dados vai na direção oposta, demonstrando o quanto a cannabis auxiliou pessoas que tiveram um AVC no tratamento dos sintomas deixados pelo acidente vascular.

O acidente vascula cerebral (AVC)

O acidente vascular cerebral (AVC) acontece quando o fluxo de sangue diminui ou é interrompido no percurso até o cérebro, podendo causar danos neurais permanentes. O tecido encefálico é privado do oxigênio e dos nutrientes, causando a morte das células neuronais de forma rápida, em poucos minutos. O AVC isquêmico, cerca de 85% de todos os casos, é causado pelo bloqueio das artérias. Já o AVC hemorrágico é causado pelo vazamento de um vaso sanguíneo. Um ataque isquêmico transitório (AIT) – comumente chamado de mini-AVC – acontece por conta de uma interrupção temporária do fluxo de sangue ao cérebro.

O AVC pode causar uma incapacidade temporária ou permanente, dependendo do tempo que o fluxo de sangue foi interrompido e qual a parte do cérebro que foi afetada. Alguns dos sintomas são convulsões, paralisia, dificuldade para falar ou engolir, perda de memória, dores e problemas emocionais. Quando o AVC afeta o lado direito do cérebro, movimentos e sensações podem ficar comprometidos, já quando o dano é do lado esquerdo do cérebro, a pessoa pode ter problemas na fala.

Fonte: https://hempmedsbr.com/acidente-vascular-cerebral-avc-pesquisas-com-canabinoides

Como a cannabis pode ajudar em casos de AVC

Estudos realizadas com a cannabis já provaram que a planta é eficaz na contenção dos danos às células, agindo como neuroprotetor especialmente após um AVC. Isso porque a cannabis possui uma substância que se associa às células do nosso organismo e é capaz de proteger os nossos neurônios: o canabidiol, ou CBD.

Um dos estudos demonstrou que os canabinoides administrados nos pacientes logo após um AVC reduziu o volume do infarto e melhorou a resposta funcional do cérebro.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4348386/

Fazer uso do CBD logo após um AVC ajuda a proteger os neurônios, além de auxiliar na recuperação. Os estudos ainda sugerem que a administração do CBD o quanto antes após um AVC é importantíssimo para limitar os dados e incentivar a recuperação dos neurônios atingidos.

Recentemente a ex-presidente Dilma Roussef gravou um vídeo para a Amame (Associação Brasileira de Pacientes de Cannabis Medicinal) de Minas Gerais, em que conta a experiência da mãe, Dilma Jane da Silva, com o uso do óleo de Cannabis medicinal. Dilma conta que após sofrer um isquêmico aos 95 anos, sua mãe passou a ter contraturas involuntárias e dolorosas, e cefaleia crônica. Na gravação, ela também defendeu a aprovação do Projeto de Lei (PL) 399/2015, que autoriza o cultivo, no Brasil, de Cannabis para fins medicinais, veterinários, científicos e industriais.

Fonte: https://cultura.uol.com.br/noticias/23392_dilma-defende-uso-medicinal-do-oleo-de-cannabis-e-conta-experiencia-da-mae-devolveu-dignidade.html

Além disso, outras pesquisas indicam que o canabidiol pode ajudar na pressão sanguínea. Um estudo americano publicado em 2007 demonstrou que uma única dose de medicamento produzido a partir do CBD foi suficiente para apresentar resultados significativos. Também já existem estudos que demonstram a eficácia do canabidiol na prevenção de AVCs, como a pesquisa publicada pelo Instituto Nacional de Saúde dos EUA em 2017. Mas, vale lembrar que a principal causa evitável do AVC é a hipertensão, pois o aumento da pressão dificulta a passagem de sangue pelas artérias.

A eficácia da cannabis é muito importante para os pacientes já que o AVC é a primeira causa de incapacidade no Brasil. Além disso, de acordo com o Ministério da Saúde, anualmente, 100 mil pessoas morrem em todo o país, devido ao AVC.

Há muito o que se estudar ainda, mas já é possível de dizer que o canabidiol pode ser muito importante para as pessoas que sofrerem um acidente vascular e para a doença de forma geral, reduzindo a perda de estrutura e função neuronal, aumento anormal de células cerebrais, dano celular, inflamação do tecido nervoso, e, especialmente, as mortes.

Nos conte se você já conhecia os benefícios da cannabis para pacientes que sofreram um AVC. Para ler sobre o uso da cannabis para pessoas que sofrem com convulsão clique aqui. E se você gostou desse conteúdo, compartilhe com seus amigos.


Leave a Reply

Your email address will not be published.