#Growgirl – História da Cannabis Medicinal Contra o Alcoolismo

Tempo de leitura: 2 minutos

Vou te contar como me apaixonei verdadeiramente pela cannabis medicinal

Meu pai era alcoólatra há muitos anos, e bebia descontroladamente. Bebia tanto que às vezes caía na rua e tínhamos que socorrê-lo.

Ele já havia frequentado grupos de apoio, casas de recuperação pra todo lado de Minas Gerais, Fazendinhas, Clinicas de Reabilitação entre outras.

Quando frequentou a última casa de apoio, os médicos receitaram para ele vários tipos de medicamentos, entre eles antipsicóticos, anciconvulsivantes, tranquilizantes e antidepressivos.

Meu pai não parava de beber, e o pior é que ele bebia escondido e tomava os medicamentos, (O que não era nada bom).

Ocorria grandes delírios, ele caía na rua, desmaiava em qualquer lugar, perdia o controle das pernas, não tinha uma boa alimentação e o quadro de saúde dele não melhorava.

Com muitas tentativas em vão, comentei sobre o estado de saúde do meu pai com o Jean e ele me disse que havia um médico que poderíamos recorrê-lo e tentar outra forma de tratamento.

 

Foi aí que conheci mais sobre o poder de cura da cannabis medicinal, e o famoso óleo CBD Canabidiol.

CBD Macro a cannabis flower and marijuana macro

Levamo-lo até o médico, onde foi avaliado o quadro neurodegenerativo em curso associado á falência dos tratamentos psiquiátricos convencionais no controle dos sintomas psico-comportamentais e da dependência química, daí o médico viu que havia uma grande oportunidade de iniciar o uso compassivo de canabinoides como alternativa terapêutica.

Com pouco menos de um mês meu pai cortou todos os medicamentos que antes ele tomava e passou a fazer o uso somente do canabidiol e da cannabis integral.

Canabidiol

E para nossa maior alegria, ele parou de fazer uso de bebidas alcoólicas.

Com o passar do tempo meu pai cortou o uso de cigarros e no momento ele só faz o uso do canabidiol.

A qualidade de vida dele e a nossa, hoje em dia está cada vez melhor.

Sem comparações.

E essa é a história de como me apaixonei mais pela cannabis medicinal.

*LEMBRANDO QUE PARA INICIAR QUALQUER TIPO DE TRATAMENTO COM A CANNABIS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO!

E aí, você conhece alguém que faça o uso da Cannabis medicinal para tratar algum vício?

Até mais

Taisnara Anjos da Universidade Cannabis