Cultivo Indoor- O Guia Completo Para Você Começar a Ter Colheitas

Tempo de leitura: 59 minutos

Cultivo Indoor- O Guia Completo Para Começar a Ter Colheitas

Maconha caule roxo

 

Um Guia passo a passo de como ter colheitas de maconha medicinal com cultivo indoor, na segurança e conforto da sua casa.

 

O que você precisa saber de mais importante:

 

“Qualquer pessoa é 100% capaz de ter colheitas de cultivo indoor de qualidade, desde que saiba fazer da maneira certa”

 

Antes de prosseguir, plante essa frase na sua mente: “Qualquer pessoa é 100% capaz de ter colheitas no cultivo indoor, desde que saiba fazer isso da maneira certa.

 

Se você cultivar esse conhecimento, não terá problemas em ter colheitas de qualidade através do cultivo indoor sempre que você quiser. Porque com poucos guias e gastando muito tempo em consegui ter as minhas colheitas, mesmo começando do zero no cultivo indoor.

 

Você deve me conhecer aqui do site. Meu nome é Jean Silva, sou cultivador indoor desde 2013, fundador do site Plantando Bem e da Universidade Cannabis, autor, professor de cultivo e ativista.

 

Mas minha historia começou muito antes, quando eu era funcionário público e estava frustrado, porque trabalhava em um emprego que não gostava, que não cumpria o seu papel de transformação na sociedade.

 

Minha vida começou a mudar quando descobri a maconha medicinal, depois o cultivo indoor. Comecei meu cultivo indoor quase sozinho, quebrando a cabeça procurando sobre como cultivar maconha na internet. Eu gastava horas e horas estudando e gastava dinheiro aplicando as técnicas.

 

Depois de mais de um ano de cultivo as minha colheitas de cultivo indoor começaram a ficar maiores mais cheirosas e mais potentes logo organizei tudo que tinha feito esse resultado. Comecei a perceber que eu tinha agora um método para ter colheitas de cultivo indoor e comecei a aplicá lo em todas as minha colheitas, logo tinha colheitas a cada 10 semanas.

 

Fundei a Plantando Bem e comecei a compartilhar dicas de cultivo e pequenos métodos, que depois se tornou um curso completo, do zero até a colheita.

 

Talvez você já tenha tentado o cultivo indoor sozinho muitas vezes e sempre se deparou com um problema que matou a sua planta ou diminuiu a sua colheita a poucas gramas de flores secas.

Talvez você tenha pensado que não leva jeito para o cultivo ou que não  tem o dom. Felizmente, nada disso é verdade. O fato de não ter os resultados que sonha, são apenas fruto de tentativas sem métodos e dicas certas.

 

Acima de tudo, é essencial você ter certeza de que se você fizer a coisa certa, se seguir uma metodologia simples, porém eficiente de cultivo do início até a colheita. É inevitável que você tenha colheitas através do cultivo indoor, porque todos os bons cultivadores aprenderam do zero.

 

Talvez isso possa parecer bom demais para ser verdade, porém continue estudando esse artigo, pois tudo ficará mais claro com as dicas e no final você saberá mais sobre como ter uma colheita de cultivo indoor do que todos os seus amigos.

 

 

Para começar um cultivo indoor, precisamos saber o que é…

 

 

Cultivo indoor – O que é?

cultivo indoor passo a passoFoto de uma planta que cultivei usando os métodos que ensino

 

 

O cultivo indoor é extremamente gratificante, mas existem alguns momentos de dúvida que nos deixam desesperados, você não acha?

Para começar a resolver isso eu vou compartilhar com você, algumas das dúvidas mais comuns sobre o cultivo indoor

 

O que é cultivo indoor?

 

O Cultivo indoor é uma método de cultivo de plantas em ambientes fechados, com uso de iluminação artificial, usando lâmpadas.

 

Esse método de cultivo, tem como benefícios deixar o cultivo protegido do clima, protegido de pragas e garante colheitas o ano todo em quase todos os lugares da terra. Desde que, tenha energia elétrica para ligar a iluminação e outros aparelhos.

 

Que iluminação? Que aparelhos?

 

Calma, vou explicar para você o passo a passo

 

 

Cultivo indoor passo a passo…

 

 

Passo número 1: O que tenho que preparar?

  • Um local discreto e com boa ventilação, onde será instalado a estufa

  • Tempo para cuidar da planta pelo menos 1 vez por semana durante 30 minutos

  • Equipamentos e energia elétrica

Logo em seguida

Passo número 2: Adquira os equipamentos

cultivo indoor passo a passo

 

 

Agora que você já está preparado, já tem o conhecimento, é a hora de comprar os equipamentos e sementes

Quando eu digo equipamentos, quero dizer tudo que você vai precisar, inclusive sementes. Essa é a hora de você adquirir todos

Comece com pelo menos:

  • Estufa

  • Iluminação (Lâmpadas ou Leds)

  • Exaustão e ventilação

  • Meio de cultivo

  • Substrato

  • Nutrientes (fertilizantes)

  • Sementes

 

Passo número 3: Comece seu cultivo indoor

cultivo indoor passo a passo

Agora chegou a hora da ação…

Nada adianta ter os melhores equipamentos e sementes, mas não começar a cultivar

Depois de checar a segurança do seu cultivo, é hora de começar

Comece simples, mas pense grande

Cultivo Indoor Estufa

 

O que é uma estufa de cultivo indoor?

 

Uma estufa de cultivo indoor é um equipamento constituído de armação metálica e tenda,  que são usados para o cultivo de plantas indoor, ou seja, dentro de casa ou outro ambiente fechado.

 

O cultivo indoor é mais protegido e mais eficientes quando você usa uma estufa ao invés de tentar improvisar uma estufa caseira. Construir uma estufa requer conhecimento e trabalho, enquanto montar uma estufa de cultivo indoor, estilo growbox, demora em média 20 minutos apenas seguindo o passo a passo de montagem.

 

Devo usar uma estufa de cultivo indoor?

 

Se você quer otimizar o seu cultivo indoor, economizar dinheiro e principalmente tempo.

 

Sim, você deve usar uma estufa de cultivo, porque vale a pena.

 

Se você ainda não tem luzes nem vai adquirir no momento, ou se você não quer gastar com energia elétrica ou se você simplesmente quer cultivar usando o sol. Uma estufa de cultivo indoor nesse momento talvez seja um desperdício.

 

 

Resumindo, se você quer ter um cultivo indoor de qualidade, gastando pouco tempo, vale a pena você adquirir uma estufa.

 

 

Os benefícios de uma estufa de cultivo indoor

 

Como já comentamos, para cultivadores indoor, as estufas de cultivo tem os seguintes benefícios:

 

  • Praticidade

  • Otimização

  • Proteção

  • Economia

 

Praticidade

 

Você pode simplesmente pegar as peças e montar e está pronto em 20 minutos.

 

Imagine se você tiver que fazer a engenharia de um local para cultivo, serrar, cortar, martelar, suar e passar algum trabalho para construir a sua própria estufa.

 

Não estou julgando nenhuma das opções, eu já fiz as duas.

 

Esse é um dos benefícios de uma estufa de cultivo indoor estilo grow box. Assim como construir a sua própria estufa ou área de cultivo tem os seus benefícios também.

 

Otimização

 

Uma estufa de cultivo indoor é construída em vários tamanhos e modelos, com interior em material refletivo e impermeável, com saídas de fios e dutos, entradas de ar com tela de proteção, suporte para iluminação e outros. Além de vedação contra vasão de luz e cheiro no ambiente.

 

Proteção

 

Uma estufa de cultivo indoor com telas de proteção, protege as suas plantas de insetos e outros bichos.

 

As saídas de ar e fios otimizadas evitam que o cheiro e luz escapem para o ambiente. Garantindo que os curiosos que passam por ali não notem que ali é um cultivo.

 

Economia

 

Construir uma estufa de cultivo indoor gasta dinheiro e principalmente tempo, o bem mais valioso do ser humano.

 

Eu não sei você, mas eu prefiro economizar meu tempo e fazer com ele o que eu realmente amo.

 

 

Kit de Cultivo Indoor

 

“Jean, Vale a pena um Kit de cultivo indoor?”

 

Alguns valem muito a pena sim. Aqueles que você consegue um bom desconto por comprar vários equipamentos de uma vez, mas atenção, comprar um kit de cultivo indoor só porque você não sabe o que comprar, pode não ser uma a boa.

 

 

Cuidado com os “Kits de Cultivo Indoor Completo”

 

Alguns dos kits, que são nomeados como completo, na verdade estão faltando algum ou alguns equipamentos.

 

Outros kits tem falha na otimização em que oferecem um produto muito bom, mas outro produto ruim que limitaria o cultivo (ver fator limitante). Por exemplo, uma luz muito boa, mas uma exaustão fraca.

 

O que é preciso ter em um kit de cultivo indoor completo?

 

  • Estufa

  • Iluminação (Led) ou (HPS+Cooltube+reator)

  • Exaustor

  • Ventilador

  • Vasos

  • Timer

  • Medidor de temperatura e umidade

  • Tesoura de poda

  • Substratos

 

Se você vai usar fertilizantes, mais:

 

  • Medidor de pH e EC

  • Os fertilizantes

 

Se você precisa que nenhum cheiro escape da estufa, você precisa de:

 

  • Filtro de carbono ou carvão

  • Um exaustor compatível com a vazão do filtro

 

 

Esse são só equipamentos que realmente devem conter em um kit completo, então fique de olho. Quando você encontrar um kit, já veja quais outros equipamentos você terá de comprar separadamente, ou você pode montar o seu próprio kit.

 

O que é um grow?

 

Uma estufa de cultivo indoor também pode ser conhecida como grow ou growbox.

 

Como fazer para montar uma estufa de cultivo indoor?

 

Primeiro passo:

 

Encaixe a armação, conectando as pontas como indicado no manual

 

Segundo passo:

 

Cubra a armação com a tenda e feche o zíper. É importante que a armação esteja bem encaixada para que a tenda feche com facilidade.

 

Terceiro passo:

 

Coloque as luzes, dutos e equipamentos. Vede as saídas e ligue os equipamentos.

 

 

Pronto a sua estufa de cultivo indoor já está pronta para receber lindas plantas.

Link para a matéria completa: Cultivo Indoor – Estufa

Cultivo indoor colheita

Hora da Colheita

 

A tão sonhada colheita se aproxima, e eu espero ter ajudado a encher o seu cultivo indoor com belas plantas verdes Em todo o caso, você agora tem a habilidade para cultivar cannabis de alta qualidade, mesmo começando do zero. Se as coisas deram muito errado, aprenda com seus erros para acertar na próxima. Informação é poder!

Se tudo correu suavemente nas últimas 8-10 semanas de floração, que é o tempo que a maioria das variedades precisa para florir, é hora da colheita. Desde que você não tenha causado um overfert, você deverá ter belos buds coloridos e cheirosos.

Overfert pode causar danos às plantas, e é melhor dar pouco nutriente do que muito.

Ao chegar próximo da colheita, pode-se diminuir a quantidade de fertilizantes, ou até mesmo cessar completamente na última semana. Se as plantas amarelarem, é na verdade um bom sinal. As plantas estão sugando as últimas gotas de nutrientes de suas próprias folhas, o que significa menos resíduos de nutrientes nos buds. O resultado será uma colheita mais saborosa.

MANICURE ÚMIDA

Depois de ter a sua colheita. Seus resultados com a colheita vão depender principalmente do número de plantas e do tamanho delas. O método mais comum e o que eu prefiro, é manicurar as plantas com ela ainda “úmida”. Limpando os buds de folhas imediatamente após a colheita.

 

Essas folhas contém THC, portanto, vamos guardá-las para depois fazer uma extração. Para melhorar a qualidade da sua extração, não misture as folhas grandes, com quase nenhum THC e CBD, com as folhas pequenas e cheias de cristais, próximas aos buds. As folhas grandes podem ser removidas 2-3 dias antes da colheita, ou até mais cedo ainda. Ao fazer isso você torna a manicure ainda mais fácil e rápida, pois não tem mais o trabalho de remover as folhas maiores. Você pode escolher se faz isso ou não. Uma vantagem de remover as folhas maiores mais cedo, por exemplo uma semana antes da colheita, é que os buds menores receberam mais luz.

Com o aumento na quantidade de luz eles podem aumentar de tamanho em uma semana, e amadurecer completamente antes da colheita. Ao manicurar os buds com eles ainda úmidos, é possível fazer uma limpeza mais detalhada do bud do que seria possível com ele já seco. O começo pode ser difícil, mas em dez minutos você se acostuma e já terá encontrado a melhor técnica.

MANICURE SECA

Um segundo método usado é  fazer a colheita e deixar para fazer a manicure com as plantas secas. Nessa técnica, você primeiro permite que as plantas sequem antes de limpá-las.

Os galhos são cortados e pendurados na sala de secagem. Secar os buds dessa forma leva um pouco mais de tempo do que com a manicure úmida. É um método usado quando há uma maior quantidade de plantas e menor tempo disponível. Buds secos são mais difíceis de manicurar, e acabam menos limpos. Há uma perda relativamente maior de THC, pois eles se soltam mais facilmente com o bud seco.

Isso é relativo; ainda há uma enorme quantidade presente no bud. Quanto mais seco, mais facilmente ele se desprende. Esse método é usado principalmente em cultivos outdoor. As enormes plantas são penduradas de cabeça para baixo logo após a colheita. Ao se cultivar um grande número de plantas menores em indoor, esse método também é usado. Não há maneira errada de manicurar, apenas depende do sistema de cultivo que você usar.

ESPAÇO PARA MANICURE

Consiga um espaço adequado, bem ventilado, para fazer a colheita. Se o seu espaço de cultivo é grande o suficiente, faça isso lá mesmo para aproveitar a ventilação. Se tiver que fazer em um quarto diferente, descobrirá que as plantas exalam um forte cheiro, portanto mantenha a porta fechada, só abrindo para adicionar ou retirar as plantas. Nunca incomode seus vizinhos. Mesmo o cheiro de cannabis fresca, que pode ser divino para os usuários, pode revoltar algumas pessoas. Um pequeno exaustor com filtro de carvão ativado vai manter o cheiro fraco no momento da manicure. Você perceberá que não sente o cheiro porque já está acostumado. Nunca subestime o impacto do cheiro de suas plantas.

SECAGEM

 

É importante tomar cuidado no final de sua colheita, afinal, após vários meses de trabalho, não se pode perder tudo para o mofo. O local ideal para secar seus buds é escuro e fresco, e seco, entre 15ºC e 22ºC. Não é importante garantir um clima mais quente porque os ingredientes ativos precisam de tempo para maturar apropriadamente, para que você tenha um efeito bom ao fumar.

 

É melhor secar a cannabis lentamente por duas semanas após a colheita, ao invés de colocá-las em um quarto quente para acelerar seu processo de secagem. Isso certamente não melhora a qualidade final do produto. Secar rapidamente os buds colocando no microondas ou forno porque você está temporariamente sem cannabis não faz sentido. Eles não apenas irão ter um gosto horrível, como você terá um efeito fraco e desagradável. A cannabis precisa de tempo para obter seu total potencial.

Não é porque está seca que já está pronta para o consumo. Quando colocar seus buds para secar, verifique se o ambiente possui boa circulação de ar. Não é recomendável colocar sobre jornal ou papelão. Existem suportes de secagem especiais, e eu recomendo que você compre um em sua loja de cultivo local. Existem suportes com apoios vazados, portanto o ar passa por baixo deles.

 

Papelão ou jornal não são aerados, portanto o lado em contato com o material sempre terá maior dificuldade em evaporar, o que aumenta chances de mofo. Não empilhe os buds, espalhe-os sobre o suporte.

 

Cerca de 75% do bud é formado por água, que irá evaporar no processo de secagem. Nós temos risco de mofo quando essa umidade tem problemas para evaporar.

 

Se você começa com 500 gramas de buds úmidos, você terminará com 125 gramas de buds secos. Temperaturas muito baixas podem fazer com que os buds passem muito tempo úmidos, e isso também aumenta o risco de mofo. Sempre há esporos de mofo flutuando no ar, mas eles apenas se desenvolvem quando você cria as condições adequadas. Ventilação insuficiente, por ficarem em espaços muito pequenos, é a principal causa de problemas nos buds.

Curar

Há uma grande diferença entre curar e secar cannabis. Após uma semana os alguns buds estão geralmente secos, ao passo que os buds maiores precisarão de até duas semanas. Se você tiver buds ainda maiores em seu jardim, eles podem demorar ainda mais alguns dias. Você pode escolher secar o bud inteiro, ou desmontá-lo, pois o bud maior é oriundo da junção de vários buds menores. O truque para saber se já está seca a cannabis, é pegar um bud e tentar quebrar seu ramo.

Quando o ramo quebrar facilmente, o bud estará seco. Não tente se convencer que os buds estão prontos ao quebrar um bud menor. Todos os seus buds precisam estar adequadamente secos antes de curar. Os buds secos estarão fumáveis após duas semanas.

Elas ainda não estarão com a melhor qualidade, mas terão um bom efeito.

Finalmente, é hora dos primeiros testes, tendo em mente que elas ainda não estão com seu potencial máximo. Uma vez que os buds estejam secos e prontos, é hora do armazenamento e da cura. Agora eles precisam curar por mais duas semanas, o que soma um mês após a colheita.

 

Graças ao processo de cura, o sabor e os efeitos melhorarão com o tempo. Como mencionado, a cannabis precisa de tempo. Após esse mês o gosto estará muito melhor desenvolvido, embora algumas variedades precisem de mais tempo de cura, para virarem um fumo de extrema qualidade. Os buds estarão bons, é claro, mas a cura pode deixá-los ainda melhores. No final, tudo acaba bem e ficamos com uma pilha de restos de folhas, resultado da manicure. Agora temos um suprimento de fumo e também de extrações e podemos fazer várias receitas com todas as partes da planta.

 

 

Guia de Cultivo Indoor

 

 

Neste guia de cultivo indoor você vai saber simplesmente o básico para você ter uma colheita de cultivo indoor.

 

 

1- Diferença entre indica, sativa, híbridas e automáticas

Indicas são plantas baixas, com folhas largas e buds(flores) densos e grandes.São mais relaxantes, dão sensação de sono e aquela vontade de ficar mais tranquilo. Perfeitas para a noite e para quem precisa de CBD.

 

Sativas são plantas altas, com folhas finas e buds menos densos. Elas dão uma sensação mais eufórica, energizante e leve. Perfeitas para o dia ou para quem precisa de mais THC.

 

Híbridas são plantas que carregam características das duas espécies, pois são resultado da cruza de ambas.

 

Automáticas são plantas que florescem mais rápido, em cerca de 2 a 3 meses elas fazem o ciclo completo, independente do fotoperíodo. Essas plantas são híbridas e podem ter características das plantas indicas e sativas.

 

Macho e fêmea

 

As plantas fêmeas são as melhores e podem ser reconhecidas pelos apóstolos, pequenos “pelinhos brancos” que saem entre os nós da planta.

 

As plantas macho podem ser reconhecidas por “bolinhas” ao invés de pistilo. As plantas macho não dão boa colheita e devem ser retirados assim que identificados; para que não polinizem as fêmeas. Se você quiser fazer sementes, nesse caso você deve manter os machos, mas, as flores não terão a mesma qualidade de uma sem semente.

 

2- Germinação

 

O primeiro passo para germinar uma planta, é conseguir uma semente de qualidade. Para isso você pode adquirir uma semente em banco de sementes, que recomendo fortemente, ou você pode pegar a semente de um prensado mesmo.

 

Como saber se a semente do prensado está boa?

 

Basta você fazer o teste do dedo. Coloque a semente entre seus dois dedos, o indicador e polegar e aperte suavemente. Se a semente continuar intacta, ela está boa. Se a semente quebrar, ela está ruim, arrume outra.

 

Agora que você já tem a semente, vamos continuar…

 

A maneira que dá certo para a maioria, é germinar com o papel toalha. Você vai precisar de:

 

  • Semente(s)

  • 2 folhas de papel toalha

  • 1 copo

  • 1 vasilha de plástico com tampa ou 2 pratos

  • Borrifador

  • Água

 

Passo a passo:

 

Pegue primeiro o copo e o encha até a metade de água, logo em seguida, jogue a semente dentro do copo. A semente vai ficar boiando por cima, coloque o copo em um local escuro e arejado (como uma gaveta ou armário). Coloque seu celular para despertar em 12h, e volte para ver como está a semente a cada 12h. Cerca de 24h a 48h depois a semente vai para o fundo do copo e começar a aparecer um pequeno pontinho ou pedacinho branco que é o início da raiz.

 

Feito isso, é hora de passar para o papel toalha…

 

Pegue as folhas de papel toalha, cubra o fundo da vasilha(ou prato) com uma das folhas. Em seguida, borrife água na folha de papel, mas sem encharcar muito.

 

Então coloque a semente no papel, cubra com a outra folha de papel e borrife água novamente(sem encharcar).

 

Agora tampe a vasilha(ou prato), coloque em um lugar escuro e de temperatura constante. Pode ser a gaveta novamente, lembrando que a temperatura ideal para germinação é de 21ºC a 30ºC.

 

É muito importante colocar seu celular para despertar a cada 12h e voltar para verificar a sua semente. Abra a vasilha para entrar um novo ar, olhe se o papel continua úmido(se não tiver, molhe mais um pouco) e olhe se a raiz já saiu totalmente.

 

Assim que a raiz estiver com cerca de 2cm é hora de coloca-lá na terra.

 

Escolha um vaso pequeno, com uma terra preparada para Cannabis medicinal. Faça um pequeno furo no meio da terra e coloque a semente, com a raiz para baixo. Faça um pequeno buraco, apenas o suficiente para cobrir a semente com MENOS de meio cm de terra. Cubra levemente a semente, apenas com um pouquinho de terra.

 

Você pode pular as primeiras etapas e colocar a semente para germinar direto na terra, do mesmo modo que se tivesse colocando a semente com a raiz já para fora. A diferença a taxa de germinação.

 

Pronto a sua plantinha já pode ir para luz. Lembrando que se a sua luz for forte(Hqi ou leds), você deve colocar um pouco afastado da lâmpada(mais ou menos 60cm).

 

Dica extra:

Nunca se deve colocar a planta sobe 24h de luz direto.Primeiro, para você economizar, a planta absorve no máximo de 16 a 20 horas de luz por dia. Segundo, colocar uma semente sobre 24h de luz aumenta e muito número de plantas macho.

 

 

3- Crescimento e fase vegetativa

 

 

Uma plantinha com até 15 dias de vida não vai precisar de muitos nutrientes para viver, por isso, não devemos adicionar nutrientes na terra e também não transplantá la para uma terra muito rica em nutrientes (se você estiver no orgânico).

 

Até o 15º dia, você deve cuidar da plantinha com 18/6h de luz e água, regando quando o solo estiver completamente seco(mas antes da planta murchar). Você pode usar nessa fase um enraizador e/ou B-52. Obs: Se você cultiva em solo totalmente inerte ou hidroponia, você deve adicionar nutrientes antes dos 15º dias.

 

Depois dos 15 dias iniciais, sua planta está começando o crescimento acelerado. Você já pode transplantá-la para um vaso maior e começar com os nutrientes da vega, lembrando sempre de iniciar com uma dose baixa e ir aumentando gradualmente.

 

Quando a planta completar de 3 a 5 nós, você já pode fazer alguma técnica de poda ou amarra.

 

 

Uma planta que você germinou pode levar de 1 a 2 meses para completar o ciclo de vega. Enquanto um clone, tem a idade da planta mãe, ou seja, já está pronta para florir assim que enraizar(Embora seja recomendado no mínimo 1 mês de vega).

 

Quando a planta estiver pronta para florir, ela vai começar a soltar as pré-flores, que são pequenos pistilos entre os nós da planta.

 

Dica extra: Quanto mais tempo a planta vegetar, maior será a sua colheita. Quanto menos tempo vegetar, mais fácil será de controlar o tamanho da planta.

 

Dica extra 2: Mantenha seu ambiente de cultivo limpo. Retire qualquer sujeira, folhas velhas, insetos e etc.

 

4- Transplante

Com o crescimento da planta, as raízes precisam de mais espaço. É recomendado que você use pelo menos 3 tamanhos de vaso, um de mais ou menos 1L para as primeiras semanas de vida, um de 5L para a fase de crescimento e um de 10L a 20L que você vai usar até a colheita.

Você deve fazer os transplantes a sombra, com cuidado para não abalar as raízes. O último transplante deve ser feito nas duas últimas semanas de VEGA e a planta mantida nesse vaso até o final.

 

5- Cuidados na floração

Quando alteramos as luzes para 12/12h, vemos a transformação da planta.

 

Que rapidamente dobra de tamanho, começa a soltar suas lindas flores e seu aroma marcante.

 

Se você tem problemas com o cheiro da planta, essa é a hora de colocar seu filtro de carbono para funcionar.

 

 

Quando iniciamos a fase de floração, devemos mudar os nutrientes para flora e ficar muito atento com os flushs. Pois nessa fase, a planta precisa de mais nutrientes(mais variedade e não quantidade), se você não ficar atento e fizer os flushs, você pode enfrentar um overfert.

 

Logo, após 2 ou 3 semanas sua planta vai ter dobrado de tamanho. Agora é hora de produzir flores.

 

Após essas semanas iniciais, você precisa fazer uma poda de limpeza. Retirando os pequenos galhos que estão na parte de baixo, com pouca luz. Você tira os galhos que renderia pipoquinhas para que a planta se concentre nas flores maiores.

 

Na fase de floração, as folhas mais velhas começam a amarelar e cair. Não se preocupe, é normal que isso aconteça com algumas folhas. Apenas retire essas folhas velhas para manter o ambiente limpo.  

 

Mas atenção, as folhas podem amarelar por outros motivos, por isso é importante olhar as folhas que você retira, e verificar se não sinal de doenças ou falta/excesso de nutrientes.

 

Também é importante ficar atento a umidade do ambiente. Plantas na floração em ambiente muito úmido, ficam sujeitas a mofos muito mais fácil.

 

*Atenção, não ignore os mofos(fungos), apesar de você não ver, ele pode estar lá. Mofo é conhecida como a causa número 1 de perda de colheitas.

 

Depois de algumas semanas com você seguindo essas dicas, sua planta começará a ficar com as flores gordas e pesadas, talvez a planta comece a tombar. Se você não usa sog, terá de colocar estacas para ajudar a segurar o peso. Lembre-se de não usar estacas de madeira, pois elas podem carregar mofos(fungos). Recomendo materiais plásticos, como uma canaleta de fios de telefone(sem fita adesiva).

 

Agora já estamos chegando na tão esperada hora da colheita.

Lembre-se de iniciar um flush 2 semanas antes da colheita. Isso vai garantir que suas plantas fiquem saborosas e não com gosto amargo de fertilizantes.

 

 

6- Hora da Colheita, Secagem e Cura

Para saber a hora da colheita, você pode usar um dos seguintes métodos:

 

  • Você pode usar uma lupa(60x) para ver os tricomas, e identificar se pelo menos 50% deles está marrom/âmbar.

  • Você pode olhar os pistilos(pelinhos), quando 80% ou mais estiverem marrons/laranja está na hora de colher.

 

Na hora da colheita você deve cortar a planta no caule, retirar as folhas grandes(as sem tricomas) e colocar a planta para secar em um local escuro e com renovação de ar constante. Uma caixa de papelão com furos, colocada a sobra cumpre esse papel.

 

Depois de mais ou menos 10 dias a planta vai estar seca. Para conferir basta quebrar um galhinho, se ele fizer barulho ”crec”,está seca.

 

A manicure pode ser feita em dois momentos, antes ou depois da secagem. Os dois momentos são válidos. Basta você retirar as pequenas folhas e deixar apenas os buds(flores), para um melhor sabor.

 

Lembre-se de guardar as folhas com tricomas, pois você pode fazer extratos delas

 

Depois que a planta estiver seca, você deve colocá-la em um pote de vidro com tampa hermética e deixá-lo no escuro. Nas primeiras semanas recomendo que você abra o pote uma vez por dia para a troca de ar. Depois de cerca de 2 meses sua planta vai ter atingido o estágio máximo de potência.

 

Dica extra :Para pessoas que buscam mais CBD, recomendo que colha com 100% dos pistilos marrom/laranja ou mais de 50% dos tricomas marrom/âmbar , pois assim você garante aproveitar a maior quantidade de CBD.

 

 

Cultivo Indoor Iluminação- Lâmpadas LED, HPS,HQI, Fluorescentes e LED COB

cultivo indoor distância da luz

Você já estudou algum artigo sobre iluminação e encontrou termos como Lumens, Lux, Kelvin, Volts, Watts e outros termos da Eletricidade?

Calma, que preparei para você um post com o básico da iluminação. Mas atenção, nunca desvalorize a importância desse fator no sucesso do cultivo indoor de Cannabis (maconha).

Vou falar das lâmpadas:

  1. Incandescentes

  2. Fluorescentes

  3. HQI

  4. HPS

  5. LED

As diferenças de cada uma, a distância que a luz deve ficar das plantas de Cannabis, qual fase do cultivo indoor usar cada lâmpada e dicas. Logo após as lâmpadas, vou falar rapidamente sobre uma boa iluminação para a fase vegetativa (vega), fase de floração (flora) e a importância da escuridão.

cultivo indoor distância da luz

Você já está montando a sua Iluminação?

Vamos saber mais sobre cada uma das lâmpadas…

Lâmpadas: Incandescentes

cultivo indoor distância da luz

Lâmpadas Incandescentes jamais devem ser usadas no cultivo indoor. Porque você vai gastar dinheiro com energia, esquentando o seu cultivo indoor. Porque esse tipo de lâmpada, não produz luz aproveitável pelas plantas.

Distância da Luz: Não existe, jamais use esse tipo de lâmpada

Lâmpadas: Fluorescentes

cultivo indoor distância da luz

Esse tipo de lâmpada produz uma luz aproveitável na fase vegetativa do cultivo indoor. Devido a sua Iluminação clara (fria) e não produzir calor (desde que o reator esteja de fora do cultivo). Mas essa lâmpada pouco aproveitável  na fase de floração.

Distância da Luz: cerca de 2 cm a 3 cm, desde que o reator esteja fora da estufa de cultivo.

Usadas na fase vegetativa e todas as plantas têm que estar cobertas pelas lâmpadas, de modo que a luz seja bastante intensa.

Lâmpadas: HQI

cultivo indoor distância da luz

Iluminação usada na fase de vegetação, são lâmpadas de alta pressão. Por isso, tem uma ótima iluminação e um ótimo resultado. Podem até ficar um pouco mais afastada das folhas, cerca de 60 cm da copa das plantas de Cannabis, para uma lâmpada de 600w..

Distância da luz: +/- 60 cm das plantas para uma lâmpada de 600w

Pontos fortes: Bom Resultado, ideal para crescer grandes plantas na fase vegetativa

Pontos fracos: Alto gasto com energia elétrica, calor, disponível apenas em 220v

Lâmpadas: HPS

cultivo indoor distância da luz

São lâmpadas de alta pressão de vapor de sódio (High Pressure Sodium) .

Iluminação ideal para a fase de floração devido a sua luz amarela bem forte, são lâmpadas usadas por cultivadores do mundo todo. Essas lâmpadas podem produzir uma excelente colheita no cultivo indoor. Se você usar as técnicas de resfriamento como cool tubes, podem ficar a cerca de 60 cm da copa das plantas.

Distância da luz: +/- 60 cm das plantas

Pontos fortes: Boa colheita, flores gordas e pesadas, ideal floração

Pontos fracos: Alto gasto com energia elétrica, calor, disponível apenas em 220v

Lâmpadas: LED

cultivo indoor distância da luz

LED são um tipo iluminação diferente das outras, porque usam tecnologia para emitir luz de forma mais eficiente. Emite mais luz e nas cores específicas que serão absorvidas pelas plantas, frias e quentes. Atendendo a necessidade das plantas de Cannabis nos dois estágios: vegetação e floração.

Com baixo consumo de energia elétrica, os LEDs emitem mais luz por watt de energia consumido e também geram pouco calor, o que é um ponto muito positivo, principalmente para cultivadores iniciantes.

Distância da luz:  +/- 25 cm das plantas (olhar recomendação do fabricante)

Pontos fortes: Boa colheita, flores densas, pode ser usado no vegetativo e floração (os full spectrum), pouco calor, baixo consumo de energia elétrica.

Pontos fracos: Alto custo de compra, geralmente são necessários mais de um para atingir o resultado de uma HPS.

 

LED  COB

Lâmpadas LED COB

COB (chips on board), é uma nova tecnologia de encapsulamento de LED. Vários chips de LED são encapsulados em conjunto, como um módulo de iluminação. Quando se acende, ocorre uma maior distribuição da luz.

 

As vantagens do led cob em relação aos leds convencionais são as seguintes:

  • Aperfeiçoamento da eficiência do LED

  • Dispersa o calor rapidamente

  • Promove iluminação uniforme

  • Prolongamento da vida útil do LED

  • Espectro completo que ajuda na formação de resina

 

 

Com tamanhas vantagens, tem sido muito utilizado em cultivo indoor, com algumas marcas superando a produção das tradicionais HPS.

 

 

Luz para a fase de Vegetação(vega)

cultivo indoor distância da luz

As luzes para a fase de vegetação são as Fluorescentes, HQI e LED. As Lâmpadas podem ficar um pouco mais afastada das plantas, mudas e clones precisam de menos luz.

Luz para a fase de Floração

cultivo indoor distância da luz

As luzes para a fase de floração são as HPS e os LEDs. As lâmpadas devem ficar o mais próximo possível das plantas (até onde o calor não atinge as folhas), para produzir o máximo de flores, densas e pesadas.

Importância da Escuridão

As plantas são seres vivos, assim como você e eu.

Por isso a noite elas precisam “dormir”. É nesse momento que elas crescem e realizam outras ações importantes.

Elas precisam de escuridão total, durante essas horas de escuridão, (Imagine que você está dormindo e a porta do seu quarto está aberta, pela porta entra uma luz que bate bem na sua cara. Sua noite de sono certamente vai ficar prejudicada, não é?).

Durante a fase de escuridão, as plantas de Cannabis também precisam de ar fresco e umidade controlada.

Como identificar problemas relacionados a iluminação no cultivo indoor

cultivo indoor distância da luz

Problema de falta de luz: Galhos e folhas esticados, distância muito grande entre os nós, isso porque a plantas se alonga em busca de luz.
cultivo indoor distância da luz
Problema de muita luz: Não acontece, o que acontece geralmente é um problema de calor, relacionado a proximidade da lâmpada

Atenção: Agora, vou compartilhar com você, 3 dicas essenciais para usar na hora de escolher as lâmpadas para o seu cultivo indoor

 

cultivo indoor distância da luz

Volts: Existem 2 opções, 220v e 110v. Você só precisa olhar se as tomadas da sua casa são 110v ou 220v e comprar a lâmpada (e reatores) com os Volts iguais.

Watts: É uma medida de energia elétrica, que nas lâmpadas é usado para denominar o consumo de energia.

Obs: Use no máximo HPS de 600w, lâmpadas HPS mais potentes precisam de CO2 adicional.

Como medir a eficiência de uma iluminação:

Como saber qual lâmpada é mais forte?

 

Para saber qual é a potencia da lâmpada nós vamos olhar a taxa de emissão de lumens, quanto mais lúmens por Watt consumido, melhor, mais eficiente é a lâmpada (Lúmen/Watts)

 

Lúmen é usado para medir a potência da luz emitida

Watts é usado para medir o gasto de energia

 

Você vai dividir o número de Lumens por o número de Watts, o resultado vai ser a potencia da lâmpada por cada Watts consumido.

 

A lâmpada que tiver o resultado maior, tem a maior eficiência. Emite mais luz por energia consumida. Faça o teste com todas, LED, HQI, HPS, Fluorescente

 

 

Dica do cultivador:

Uma combinação de LED no vegetativo e HPS na floração é uma combinação que pode te render ótimos frutos. Isso porque, você pode começar seu cultivo indoor com um LED. Você não precisa se preocupar com o calor. Quando você tiver experiente adiciona ao seu cultivo, uma lâmpada HPS, que vai te dar um melhor resultado. Criando um perpetual e um ciclo de colheitas contínuas de 2 em 2 meses

Link para matéria completa: Cultivo Indoor Com Lâmpadas – LED, HPS,HQI e Fluorescentes

 

Cultivo Indoor – Cheiros e Odores

 

 

Você quer saber se o seu cultivo indoor vai ter cheiro de maconha? Como controlar o cheiro e odor no seu cultivo indoor?

 

Vou compartilhar com você:

 

  • Por que controlar o cheiro no seu cultivo indoor

  • Métodos de Controle de Cheiro

  • Como Fazer

 

Antes de começar as dicas, vou responder a primeira dúvida…

 

Seu cultivo indoor vai ter cheiro?

 

Sim, as plantas de cannabis produzem um cheiro de planta. E na fase de floração, produz um cheiro forte de flores. Seu cultivo não vai cheirar como um cigarro de maconha queimando, o cheiro é de planta.

 

 

Por que controlar o cheiro no seu cultivo indoor de Cannabis Medicinal?

 

Para sua segurança. O cultivo indoor de cannabis deve ser mantido em sigilo, nos países regulamentados e não regulamentados.

 

Porque se trata de uma colheita valiosa que pode chamar a atenção de pessoas indesejadas. Você não vai querer chamar a atenção dessas pessoas

 

Métodos de Controle do cheiro

 

1. Filtro De Carbono / Purificador

Filtros de Carbono e Purificadores de Carbono - a melhor maneira de se livrar de odores na sala de cultivoO “padrão ouro” para a maconha aumenta os odores do cultivo, os filtros de carbono realmente retiram os odores do ar, neutralizando os odores que passam pelo filtro..

Um bom filtro de carbono fará com que você nunca acidentalmente vaze o cheiro de cannabis através de uma janela para a vizinhança.

Esses dispositivos usam carvão ativado para absorver quimicamente odores e outras impurezas de qualquer ar que seja empurrado ou puxado pelo filtro.

Com um purificador de carbono, você precisa estabelecer uma situação em que o ar com odor de maconha esteja sendo forçado através do filtro. Em outras palavras, você precisa usar um exaustor para empurrar ou puxar o ar através do filtro de carbono.

A maneira mais comum de fazer isso é instalar um filtro de carbono como parte de seu sistema de exaustão, que terá um exaustor retirando o ar quente de sua área de cultivo. Como o ar quente é puxado para fora e longe de suas plantas, o filtro de carvão retira os odores do ar ao sair.

Exemplo de um filtro de carbono montado em uma estufa

Exemplo de um purificador de carbono que foi montado em uma barraca de cultivo de cannabis como parte do sistema de exaustão

Filtros de carbono são…

  • altamente efetivo

  • extremamente fácil de manter uma vez que eles foram instalados

  • duram muito tempo

Como controlar o cheiro em uma emergência?

Um truque para limpar um quarto do cheiro de cannabis que vai funcionar em uma emergência, é colocar um exaustor em cima de um filtro de carbono e liga lo no meio do seu cultivo indoor. Mais ou menos assim:

Exemplo de um ventilador sentado em cima de um filtro de carbono - isso pode ser usado em uma emergência para limpar o cheiro de um quarto inteiro!

Você nem precisa prender o exaustor em nada, pode simplesmente deixar o ar limpo voltar para a sala. É incrível o quão rápido isso pode limpar toda a sala!

Como encontrar e instalar o filtro de carbono correto

1.) Identifique o diâmetro do seu duto

Veja qual é o diâmetro do seu cooltube, e escolha duto e filtro de ar com o mesmo diâmetro, que geralmente é medido em mm

2.) Corresponder a vazão entre o exaustor e o filtro de carbono

Certifique-se de que a vazão do filtro de carbono seja a mesma ou  ligeiramente menos que a listada em seu exaustor. Isso garante a máxima eficiência, mas também tem um benefício de segurança: garante que o filtro de carbono absorva os odores de todo o ar que passa por ele.

  

3.) Instale o ventilador e filtro no sistema de exaustão

Consulte o diagrama abaixo para ver como um filtro de carbono deve ser instalado em seu sistema de exaustão. O depurador de carbono colocado na parte de trás do sistema de exaustão minimiza o risco de o cheiro de cannabis em floração escapar.

Exemplo de um purificador de carbono que foi montado em uma barraca de cultivo de cannabis como parte do sistema de exaustão

2. Neutralizadores de odores (encobrir o cheiro)

Nota: Recomenda-se não colocar estes produtos no seu cultivo indoor ou ou área com plantas de cannabis em floração. Neutralizadores fortes de odor funcionam tão bem que podem realmente reduzir ou alterar o sabor dos botões ao longo do tempo. No entanto, estes são incrivelmente eficazes em neutralizar os odores fora da área de cultivo.

Ao contrário de um filtro de carbono, os neutralizadores de odores não “limpam” os odores do ar.

Estes produtos são projetados para se ligarem a odores desagradáveis, para que o cheiro seja “neutralizado”. Muitas vezes eles também têm uma fragrância muito forte para ajudar a encobrir odores.

Ouvi falar de cultivadores usando tudo, de incenso a “sprays de banheiro” e colônia, para tentar encobrir o cheiro de uma planta de maconha com flores.

A maioria dos produtos domésticos, como os plug-ins e sprays de parede, simplesmente não são fortes o suficiente para encobrir o cheiro de um cultivo indoor por muito tempo.

Além disso, o uso desses produtos em suas plantas de cannabis pode reduzir ou alterar seu cheiro natural.

Qualquer neutralizador de odor ou fragrância precisa ser constante, já que suas plantas não deixam de produzir seu aroma único de floração depois que começam. Uma vez que o cheiro chega ao seu cultivo indoor, ele basicamente fica mais forte até a colheita.

3. Purificadores de ar

Nós todos amamos a ideia de ter ar puro para respirar. Muitos purificadores de ar vêm com a alegação de reduzir odores, geralmente por meio de um filtro. Mas esses purificadores funcionam no cultivo indoor de maconha?

Na verdade não.

É verdade que alguns purificadores de ar ajudam a remover alguns odores do ar. No entanto, estes não são fortes o suficiente para puxar todos os odores de um cultivo indoor.

Portanto, enquanto purificadores de ar podem ser uma boa escolha por outras razões, eu não recomendo comprar um apenas para tentar se livrar de odores em cultivo.

4. Gerador de ozônio – NÃO USE!

Geradores de ozônio são adicionados às vezes para criar salas para neutralizar odores. Geradores de ozônio afirmam remover odores, limpar o ar e matar mofo e bolor.

Recomendamos que você não  tenha  um em sua sala de cultivo indoor.

Qual é o grande problema?

Bem, ignorando o fato de que o Ozônio não é tão eficaz quanto um filtro de carbono na redução de odores, um problema é que eles são ruins para o meio ambiente. Tanto que, de fato, são ilegais no estado da Califórnia nos EUA. Mais importante, os geradores de ozônio são realmente ruins para nós!

Link para matéria completa: Cultivo Indoor Cannabis Medicinal – Cheiros e Odores

Baixe o Seu Guia de Cultivo

Insira o seu endereço de email abaixo para receber o seu Guia de Cultivo>

Cultivo indoor- Problemas e Como Resolver

 

 

A primeira impressão de um problema, são os sintomas, você vai aprender a identificar os problemas mais comuns e relacionados a  nutrição

 

Planta “murcha”

 

A planta murcha geralmente é falta de água, verifique o meio de cultivo, veja está seco. Se sim, faça uma rega, logo sua planta estará de volta ao normal. Não é bom deixar que isso aconteça novamente.

 

E se a sua planta estiver murcha mesmo estando molhada?

 

Nesse caso pode ser um problema nas raízes ou overfert, veja o capítulo sobre problemas  para aprender o que causou o problema e como resolver.

 

Folhas danificadas

Folhas arrancadas, quebradas ou danificadas manualmente

São aquelas folhas que esbarramos, alguma coisa esbarra e quebra parte uma folha inteira. Esse tipo de problema só é preocupante no início quando a planta tem poucas folhas. Depois que ela já desenvolveu muitas folhas, perder algumas folhas não causa mau

 

Folhas amarelando e murchando, depois secando na parte de baixo.

Geralmente as folhas mais velhas, ficam velhas e morrem naturalmente. Verifique se é apenas as folhas mais velhas, se sim, é um processo natural e normal. Retire as folhas com mais de 50% de dano, para liberar energia para as folhas saudáveis

 

Caso não seja apenas as folhas mais velhas e os sintomas estão progredindo para outras folhas, pode ser um deficiencia/overfert de nutrientes ou fungos. Verifique esse problema no nosso mapa e como resolver.

 

Folhas “queimando” a ponta das folhas

 

Esse queimado que eu estou falando acontece na ponta das folhas que passa do verde, para verde muito escuro, para cinza, posteriormente marrom.

 

Esse queimado é causado por muito mais nas raízes, na maiorias das vezes por excesso de fertilizantes, o chamado overfert.

Pode acontecer ou não de ocorrer sintomas de deficiência, juntamente com o queima das folhas. Não precisa ficar confuso, os sintomas de deficiência são porque a planta não consegue absorver os nutrientes mesmo eles presente no solo, é o chamado bloqueio de nutrientes

 

Para remediar um overfert faça um flush com 10 vezes mais água do que a capacidade do vaso.

 

A impressão de queimado também pode ser pode ser causada por deficiência de alguns nutrientes, geralmente nesse caso, as folhas não ficam verde escuro. Mas vale a pena verificar como foi a nutrição da planta nas últimas semanas.

 

Pontos de necrose nas folhas

 

Pontos de necrose nas folhas geralmente são um sinal de deficiência de algum nutriente como o magnésio, potássio.

 

Para remediar faça um rega com fertilizante completo. Lembre-se de verificar se não a bloqueio de nutrientes e se os flush estão em dia.

 

 

Folhas do topo ficando verde clara

 

Quando as folhas do topo estão ficando verde clara, são os primeiros sinais de uma necessidade de mais nitrogênio

 

Folhas com pontos de ferrugem

 

Folhas com pontos laranja, aparentando “ferrugem”, provavelmente se trata de uma deficiência de algum nutriente como o magnésio ou potássio.

Folhas enrolando para cima

Pode ser causada por um overfert ou deficiência de mais de um nutrientes, verifique a tabela de deficiências e as correções.

Folhas enrolando para baixo

Folhas enrolando para baixo pode ser uma falta de luz, verifique se o espaço entre os nós não está muito grande e o caule muito fino.

 

Também pode ser provocada por uma deficiência ou excesso de nutrientes. Verifique a nutrição, bloqueio de nutrientes e faça flush e rega se necessário

Planta muito fina

A planta pode crescer muito fina por falta de luz ou naturalmente. Verifique o espaço entre os nós, estiverem em distância normal. Se sim, você pode fazer uma técnica de poda para ramificar e engrossar o caule. Caso a distância entre os nós esteja muito grande, você terá que aproximar a fonte de luz, ou aumentar quando necessário

Planta esticada

 

Quando a planta se estica ela está crescendo em busca de luz, quando esse crescimento é exagerado é sinal de falta de luz. Coloque a planta em baixo do foco da luz, aproxime e aumente a potência se necessário.

 

Crescimento estagnado

Crescimento estagnado pode ser sinal de deficiência de nutrientes, mas também de overfert, verifique a nutrição e faça as correções.

 

Crescimento estagnado também pode ser provocado por calor e umidade. Verifique se estão nos níveis adequados, apenas plantas em níveis adequados de temperatura e umidade cresceram e floresceram plenamente.

 

Outro motivo pode ser o tamanho do vaso, que pode estar pequeno para as raízes

Cor da folha diferente

Além dos motivos já citados que são o envelhecimento natural e falta de potássio. Outros motivos para mudança na cor da folha podem incluir deficiência de nutrientes ou ataque de pragas. Verifique e tome as medidas indicadas para cada um.

 

Galho quebrado

Quando um galho é quebrado manualmente, por nós mesmo ou algum animal, tudo vai depender do estágio de vida e saúde da planta.

 

Uma planta grande com muitos galhos, só terá problemas se tiver o caule principal separado ao meio ou das raízes.

 

Caso o galho tenha apenas se dobrado, você pode usar uma estaca para sustentar a planta. É comum plantas que estão cheias de buds ficarem mais pesadas que os galhos conseguem suportar, principalmente se ela não teve um ventilador ou vento soprando nela durante a fase vegetativa.

 

Caso o galho quebre de forma bruta e separe mais de 50%, e planta tiver outros galhos. Retire o galho danificado para evitar pragas, a planta vai direcionar a energia que iria para o galho quebrado para os demais galhos

 

Plantas muito pequenas são as que mais sofrem com quebras de galhos, principalmente no primeiro mês, evite esse tipo de dano a todo custo.

 

Pouco desenvolvimento das flores

Pouco desenvolvimento das flores pode ser causado por muitos fatores como:

 

  • Umidade

  • Temperatura

  • Deficiência/Overfert/Bloqueio

  • Luz

  • Falta de circulação de ar

  • Genética

 

Pistilos queimados

Pistilos queimados geralmente são um sinal de overfert ou dano nas raízes, verifique a nutrição e se as raízes estão bem acomodadas e protegidas da luz.

 

Os pistilos pode aparentar queimados por deficiência de nutrientes, basta verificar as folhas.

A maioria das sementes regulares se tornando macho.

 

Plantas nascidas de sementes regulares expostas a 24h de luz tem mais probabilidade de se tornarem macho, principalmente se a temperatura também for alta.

 

Reduza as horas de luz para no máximo 18h. Além de economizar energia, sua planta vai gostar muito mais. Você já tentou trabalhar 24h por dia? Não dá, é preciso de alternar entre diferentes funções.

Galhos roxo

 

A primeira coisa que você precisa saber é que:

  • A planta de maconha pode ter o caule roxo pela genética, ou seja, de forma natural

  • Ou a planta pode apresentar o caule roxo por deficiência

Mas atenção, aqui nós mostramos como fazer na prática, você vai saber como olhar se a sua planta de caule roxo é genética ou deficiência.

Planta com caule roxo pela genética

 

Nesse caso, você não tem nenhum problema. Sua planta vai crescer forte e saudável, apenas com um tom roxo no caule

Basta você seguir a vida da sua planta normalmente

Atenção: O Caule roxo não tem nada a ver com a temperatura e sim com a genética ou deficiência. A temperatura afeta a cor das flores e folhas geneticamente predispostas a ficar dessa cor.

Caule roxo é deficiência?

 

O Caule roxo pode ser deficiência de nutrientes, mais especificamente de Fósforo

Como faço para resolver?

Basta usar os nutrientes corretamente, se você tiver na fase vegetativa o nutriente grow dá conta do recado

Agora chegou a hora da grande pergunta…

Como saber se o caule roxo é deficiência ou genética?

 

É muito simples essa técnica, que eu demorei 5 anos para aprender kkkkkk

Quando você tiver uma planta com caule roxo, faça o seguinte:

Levente com a sua mão, tente dobrar o galho na ponta de cima (Perto da gema apical)

  • Se o caule estiver maleável, macio, a sua planta tem o caule roxo pela genética. Ela está crescendo normalmente

  • Se o caule estiver duro, não maleável, a sua planta tem o caule roxo por deficiência . Você precisa agir e corrigir, para sua planta voltar a crescer

 

Folhas “rezando”

 

Folhas apontando para cima são um sinal de overfert.

 

 

Cultivo indoor – como resolver problemas e pragas

Pontinhos brancos nas folhas

Pontinhos brancos nas folhas significam um ataque de pragas nas suas plantas, alguns insetos se alimentam da seiva da planta, deixando uma cicatriz que acaba parecendo um “pontinho branco”. Verifique o ambiente de cultivo, e a planta, principalmente na parte de baixo das folhas. Tome as medidas para controle de pragas

 

Insetos

Alguns insetos são atraídos para o ambiente de cultivo pelas belas plantas que podem lhes servir de alimento, também podem ser atraídos pelo ambiente agradável, também existe um terceiro tipo de inseto que atraídos para se alimentar de outros insetos que estão dentro do grow, como é o caso da joaninha, embora esses insetos não causem mal para a planta, não são um bom sinal.

 

Tome as medidas de controle e principalmente de prevenção.

Fungos

Fungos geralmente são propagados no ambiente ideal em níveis de umidade e pH, não permita umidade elevada acima de 65% no ambiente de floração.

 

Ao sinal de mofos ou fungos nas plantas, retire a planta imediatamente, coloque a em um saco de lixo, feche amarre a boca, tudo isso encostar nas outras plantas, pode até “vestir” a planta com o saco de lixo antes de cortar. Jogue essa planta fora.

Fungos e bactérias inalados ou consumidos fazem mal à saúde

 

 

Raízes podres

 

Raízes podres geralmente são causados por um fungo, esse ataque é chamado de podridão das raízes

 

Manchas nos galhos

Manchas escuras nos galhos podem ser causadas por fungos, se o galho secar e murchar é um sinal de fungo. Tome as medidas para que o fungo não espalhe

Nutrientes:

 

Deficiência de Nutrientes

 

A deficiência de nutriente se dá pela falta de macro ou micronutrientes no solo. A deficiência também pode ocorrer pela indisponibilidade do nutriente, ou bloqueio que não deixa a planta absorver nutrientes.

Os sintomas de deficiência são vistos principalmente nas folhas e no crescimento. Veja a tabela abaixo com os sintomas de deficiência

 

Tabela

Como resolver uma deficiência

 

  1. Primeiro você deve descobrir o porquê da deficiência, se foi falta, indisponibilidade ou bloqueio de nutrientes.

  2. Caso seja bloqueio ou indisponibilidade, você precisa fazer um flush

  3. Caso seja falta de nutrientes, pule o passo 2. Faça uma rega com fertilizante que contenha o nutriente em falta. Importante ter o PH e EC regulados, para não causar um bloqueio ou indisponibilidade dos nutrientes.

 

 

Bloqueio de Nutrientes (Nutrient lockout)

 

o bloqueio de nutrientes acontece quando o nutriente está disponível no meio de cultivo, mas a planta não consegue absorver.

 

O bloqueio de nutrientes pode acontecer por variações no pH e EC, e também pode ocorrer por acúmulo de sais nas raízes(Os fertilizantes são a base de sais minerais)

 

O bloqueio de nutrientes acontece naturalmente em cultivos a base de fertilizantes. Por isso é fundamental fazer flush periódicos

 

Quando a planta sente o bloqueio de nutrientes, ela apresenta sintomas de deficiência, porque elas está ficando deficiente por não conseguir absorver os nutrientes.

 

Muitos cultivadores de primeira viagem, não conhecem o bloqueio. Quando a planta apresenta sinais de deficiência, eles aumentam o fertilizantes, o que faz piorar o bloqueio e consequentemente a deficiência. Isso deixa os cultivadores iniciantes malucos kkkk (inclusive aconteceu comigo).

 

Você já sabe, se a sua planta apresentar sinais de deficiência, verifique as fertilizações anteriores e se não a possibilidade de bloqueio de nutrientes.

 

Como resolver o bloqueio de nutrientes

 

Para resolver o bloqueio de nutrientes, você precisa fazer um flush. Em seguida você deve voltar a usar os nutrientes de acordo com a tabela de EC.

Cultivos orgânicos bem preparados geralmente não apresentam bloqueio, mas é comum que os mal preparados apresentem indisponibilidade de nutrientes.

 

Indisponibilidade de nutrientes

 

A indisponibilidade geralmente acontece em solos orgânicos que não descansaram tempo o suficiente. Ocorre quando o nutriente está presente no solo, mas em uma forma a planta não consegue absorver.

 

Para saber mais sobre como os nutrientes passam da forma não disponível, para uma forma que a planta consiga absorver, veja o capitulo “Solo Vivo”

 

Como resolver a indisponibilidade

 

Você precisa preparar uma nova terra, com nutrientes disponíveis, ou uma terra inerte acompanhada de fertilizantes, e fazer um transplante.

 

Muito cuidado ao adicionar fertilizante em um solo orgânico, pode ocorrer um overfert

 

Overfert

 

O Overfert é um excesso de nutrientes, que é tão prejudicial ou mais que a deficiência. O Overfert ocorre quando há mais nutrientes na terra do que a planta consegue absorver.

 

O Overfert também causa sintomas nas folhas, mas um pouco diferentes, veja:

 

 

Também é comum em cultivadores de primeira viagem que querem acelerar ou “bombar” a sua colheita. As plantas gostam de uma alimentação regular, sem excessos

 

Como resolver um overfert

 

Para resolver um overfert você precisa fazer um flush. Logo em seguida volte a usar fertilizantes de acordo com a tabela de EC para evitar overfert.

 

Usar a tabela de EC evita overfert.

 

 

Problemas com temperatura e umidade

 

Os problemas com temperatura e umidade são tantos que merecem uma categoria só para eles, falo dos dois juntos porque os dois estão interligados, um afeta o outro. Entre os problemas relacionados a temperatura e umidade estão:

 

Calor

 

O calor prejudica o crescimento da planta e das flores. Em casos extremos parar completamente o crescimento e pode matar a planta. O Calor faz a planta transpirar para manter a temperatura, o que faz a umidade elevar.

 

Como resolver

 

Para resolver problema com calor, melhore a circulação de ar e a ventilação. Ou adicione um ar condicionado em seu cultivo, caso precise.

 

Frio

 

Frio é tão ou mais prejudicial quanto o calor, abaixo de 16ºC a planta começa a congelar as células, o que prejudica todas as suas funções vitais. Daí para a planta congelar e morrer é um passo muito pequeno.

 

Como resolver

 

Para resolver problema com frio você pode usar lâmpadas HPS sem cool tube e/ou aquecedores de ar.

 

 

Umidade elevada

 

A umidade elevada faz com que a planta pare de transpirar, e como a planta precisa liberar água para poder absorver mais pelas raízes, isso para o crescimento. Umidade elevada também faz com que os buds sejam muito menores, os buds até ficam muito resinados pela característica da resina de proteger a planta da água, mas são buds muito pequenos com relação ao que poderia produzir.

Como resolver

Para resolver problemas com a umidade elevada garanta uma boa circulação de ar, caso precise use um ar condicionado ou desumidificador

 

Umidade baixa

 

A umidade baixa é prejudicial principalmente na fase de vegetação e germinação.

 

 

Como resolver

 

Use umidificadores

 

Umidade elevada atrai pragas e mofos

Motivação

 

A motivação é sem sombra de dúvida a energia para tudo o que queremos alcançar na vida e no cultivo indoor não é diferente. Apesar de todas as técnicas descritas nesse tutorial, no final das contas o seu sucesso dependerá quase que única e exclusivamente só de você. Você pode ter o melhor curso do mundo ou melhor método de cultivo indoor, mas se não se comprometer a aprender, ter paciência, dando um passo de cada vez, não chegará a lugar nenhum.

 

Pense bem, se você começar o seu cultivo indoor agora, aplicando tudo que ensinei, como estará a sua colheita daqui a 1 ano?

 

Você pode achar que é muito tempo, mas começando agora ou não, esse 1 ano passará, e o resultado pode ser de frustração ou de vitória, tudo depende de você.

 

No cultivo indoor existe um estágio chamado platô, que é quando o aprendiz acredita estar estagnado e não se sente que está evoluindo. Talvez você já tenha passado por isso ou esteja passando atualmente. De fato, o platô podem ocorrer várias vezes ao longo dos seus cultivos, e você deve saber que essa sensação de não estar progredindo é falsa, pois se  você está cultivando regularmente e aplicando métodos eficientes, você está sempre melhorando as suas colheitas no cultivo indoor.

Quando você sentir que não está evoluindo, lembre se de que isso é totalmente normal e procure aumentar ainda mais a sua motivação, garantindo que você continue firme e forte no cultivo.

 

O que separa o perdedor de um campeão são as atitudes com relação aos obstáculos. Sempre que você achar que não está evoluindo nada, olhe alguns meses para trás e se compare com você mesmo: Três meses atrás as minhas colheitas já eram boas? Esse é o tipo de comparação que você deve fazer! Lembre se de jamais se comparar com outra pessoa, pois você não conhece a realidade dela e o quanto ela já estudou. Para fechar essa parte do guia, recomendo que você baixe um guia de cultivo mais completo logo abaixo das conclusões finais

 

Conclusões finais

 

Eu acredito muito nas técnicas que compartilhei com você nesse guia porque elas já foram responsáveis por ajudar dezenas de cultivadores a melhorarem suas colheitas de cultivo indoor. Se você aplicá-las corretamente você terá muito sucesso nas suas colheitas.

Se você gostou do artigo, como contribuição, peço que você…

 

  1. Compartilhe esse artigo com o máximo de pessoas possível

  2. Deixe um comentário logo abaixo

 

Baixe o Seu Guia de Cultivo

Insira o seu endereço de email abaixo para receber o seu Guia de Cultivo>

 

Forte abraço e boas colheitas!

Jean Silva

Universidade Cannabis e Plantando Bem