Cultivo Indoor Iluminação – LED, HPS,HQI e Fluorescentes

Tempo de leitura: 8 minutos

Cultivo Indoor Iluminação – LED, HPS,HQI e Fluorescentes

maconha e o efeito entourage

Você já estudou algum artigo sobre iluminação e encontrou termos como Lumens, Lux, Kelvin, Volts, Watts e outros termos da Eletricidade?

Calma, que preparei para você um post com o básico da iluminação. Mas atenção, nunca desvalorize a importância desse fator no sucesso do cultivo indoor de Cannabis (maconha)

O post vai ser assim: Vou falar das lâmpadas,

  1. Incandescentes
  2. Fluorescentes
  3. HQI
  4. HPS
  5. LED

As diferenças de cada uma, a distância que a luz deve ficar das plantas de Cannabis, qual fase do cultivo indoor usar cada lâmpada, dicas e logo após as lâmpadas vou falar rapidamente sobre uma boa iluminação para a fase vegetativa (vega), fase de floração (flora) e a importância da escuridão.

Você já está montando a sua Iluminação?

Vamos saber mais sobre cada uma das lâmpadas…

Lâmpadas: Incandescentes

Lâmpadas Incandescentes jamais devem ser usadas no cultivo indoor. Você vai gastar dinheiro com energia, esquentando o seu cultivo indoor. Porque esse tipo de lâmpada, não produz luz aproveitável pelas plantas.

Distância da Luz: Não existe, jamais use esse tipo de lâmpada

Lâmpadas: Fluorescentes

Esse tipo de lâmpada produz uma iluminação aproveitável na fase vegetativa do cultivo indoor. Devido a sua Iluminação clara (fria) e não produzir calor (desde que o reator esteja de fora do cultivo indoor). Mas tem baixíssimo aproveitamento na fase de floração.

Distância da Luz: cerca de 2 cm a 3 cm, desde que o reator esteja fora da estufa de cultivo.

Usadas na fase vegetativa e todas as plantas têm que estar cobertas pelas lâmpadas, de modo que a luz seja bastante intensa.

Lâmpadas: HQI

Iluminação usada na fase de vegetação, são lâmpadas de alta pressão. Por isso, tem uma ótima iluminação e um ótimo resultado. Podem até ficar um pouco mais afastada das folhas, cerca de 60 cm da copa das plantas de Cannabis para uma lâmpada de 600w..

Distância da luz: +/- 60 cm das plantas para uma lâmpada de 600w

Pontos fortes: Bom Resultado, ideal para crescer grandes plantas na fase vegetativa

Pontos fracos: Alto gasto com energia elétrica, calor, disponível apenas em 220v

Lâmpadas: HPS

São lâmpadas de alta pressão de vapor de sódio (High Pressure Sodium) .

Iluminação ideal para a fase de floração devido a sua luz amarela bem forte, são lâmpadas usadas por cultivadores do mundo todo. Essas lâmpadas podem produzir uma excelente colheita. Se você usar as técnicas de resfriamento como cool tubes, podem ficar a cerca de 60 cm da copa das plantas.

Distância da luz: +/- 60 cm das plantas

Pontos fortes: Boa colheita, flores gordas e pesadas, ideal floração

Pontos fracos: Alto gasto com energia elétrica, calor, disponível apenas em 220v

Lâmpadas: LED

LED são um tipo iluminação diferente das outras, porque usam tecnologia mais avançada. Para emitir mais luz e nas cores específicas que serão absorvidas pelas plantas, frias e quentes. Atendendo a necessidade das plantas de Cannabis nos dois estágios: vegetação e floração.

Com baixo consumo de energia elétrica, os LEDs emitem mais luz por watt de energia consumido e também gera pouco calor, o que é um ponto muito positivo, principalmente para cultivadores iniciantes.

Distância da luz:  +/- 25 cm das plantas (olhar recomendação do fabricante)

Pontos fortes: Boa colheita, flores densas, pode ser usado no vegetativo e floração (os full spectrum), pouco calor, baixo consumo de energia elétrica.

Pontos fracos: Alto custo de compra, geralmente são necessários mais de um para atingir o resultado de uma HPS.

 

Lâmpadas LED COB

COB (chips on board), é uma nova tecnologia de encapsulamento de LED. Vários chips de LED são encapsulados em conjunto, como um módulo de iluminação. Quando se acende, ocorre uma maior distribuição da luz.

 

As vantagens do led cob em relação aos leds convencionais são as seguintes:

  • Aperfeiçoamento da eficiência do LED
  • Dispersa o calor rapidamente
  • promove iluminação uniforme
  • prolongamento da vida útil do LED
  • espectro completo que ajuda na formação de resina

Com tamanhas vantagens, tem sido muito utilizado em cultivo indoor, com alguns algumas marcas superando a produção das tradicionais HPS.

 

Luz para a fase de Vegetação(vega)

As luzes para a fase de vegetação são as Fluorescentes, HQI e LED. As Lâmpadas podem ficar um pouco mais afastada das plantas, mudas e clones precisam de menos luz.

Luz para a fase de Floração

As luzes para a fase de floração são as HPS e os LEDs. As lâmpadas devem ficar o mais próximo possível das plantas (até onde o calor não atinge as folhas), para produzir o máximo de flores, densas e pesadas.

Importância da Escuridão

As plantas são seres vivos, assim como você e eu.

Por isso a noite elas precisam “dormir”. É nesse momento que elas crescem e realizam outras ações importantes.

Elas precisam de escuridão total, durante essas horas de escuridão, (Imagine que você está dormindo e a porta do seu quarto está aberta, pela porta entra uma luz que bate bem na sua cara. Sua noite de sono certamente vai ficar prejudicada, não é?).

Durante a fase de escuridão, as plantas de Cannabis também precisam de ar fresco e umidade controlada.

Como identificar problemas relacionados a iluminação no cultivo indoor

cultivo indoor passo a passo

Problema de falta de luz: Galhos e folhas esticados, distância muito grande entre os nós, isso porque a plantas se alonga em busca de luz.
Problema de muita luz: Não acontece, o que acontece geralmente é um problema de calor, relacionado a proximidade da lâmpada

Exemplificando um problema de muita luz:

Snoop Dogg comprou uma estufa de cultivo indoor completa, acompanhada de um painel de LED de 300W. Mas Snoop não acompanha a Plantandobem.com.br, e colocou a sua muda que tinha saído da semente 3 dias atrás a uma distância de menos de 10 cm do painel de LED 600w.

Adivinha o que vai acontecer?

As plantas vão parar de crescer, depois vão começar a queimar as folhas e morrer. (Você pode reverter essa situação, aumentando a distância da luz)

Claro que essa é uma situação hipotética, pois o astro do rap e entusiasta canábico, conhece muito bem a maconha. Mas já aconteceu comigo (Porque não existia a Plantando Bem)

Atenção: Agora, vou compartilhar com você, 3 dicas essenciais para usar na hora de escolher as lâmpadas para o seu cultivo indoor

Volts: Existem 2 opções, 220v e 110v. Você só precisa olhar se as tomadas da sua casa são 110v ou 220v e comprar a lâmpada (e reatores) com os Volts iguais.

Watts: É uma medida de energia elétrica, que nas lâmpadas é usado para denominar o consumo de energia.

Obs: Use no máximo HPS de 600w, lâmpadas HPS mais potentes precisam de CO2 adicional.

 

Como medir a eficiência de uma iluminação:

guia de cultivo indoor

Para saber qual lâmpada é mais forte

Para saber qual é a potencia da lampada nós vamos olhar a taxa de emissão de lumens, quanto mais lúmens por Watt consumido, melhor, mais eficiente é a lâmpada (Lúmen/Watts)

Lúmen é usado para medir a potência da luz emitida

Watts é usado para medir o gasto de energia

Você vai dividir o número de Lumens por o número de Watts, o resultado vai ser a potencia da lampada por cada Watts consumido.

 

A lâmpada que tiver o resultado maior, tem a maior eficiência. Emite mais luz por energia consumida. Faça o teste com todas, LED, HQI HPS, Fluorescente

 

Aqui falei de forma geral sobre espectros de luz, simplificando para chegarmos ao ponto que nos interessa: Todas as luzes têm um espectro (cor). Espectro azulado, cores frias é bom para a fase de vegetação. Espectro vermelho, cores quentes bom para a fase de floração.

 

Dica do cultivador:

Uma combinação de LED no vegetativo e HPS na floração é uma combinação que pode te render ótimos frutos. Isso porque, você pode começar seu cultivo indoor com um LED. Você não precisa se preocupar com o calor. Quando você tiver experiente adiciona ao seu cultivo, uma lâmpada HPS, que vai te dar um melhor resultado. Criando um perpetual e um ciclo de colheitas contínuas de 2 em 2 meses

 

Você que saber mais? Veja nosso post completo sobre cultivo indoor.

Atenciosamente,

 

Jean Silva