uso medicinal do canabidiol

Não é novidade que o uso medicinal do canabidiol, também conhecido pela abreviação CBD, está sendo cada vez mais procurado e famoso no universo da saúde e bem-estar. 

Com a fama, surgem também muitas dúvidas acerca do uso medicinal do Canabidiol, suas aplicações, vantagens e desvantagens ao tratar determinadas doenças, aliviando até mesmo os sintomas mais agudos. 

Se você é uma pessoa interessada em entender os principais pontos desse tratamento, como é administrado e iniciado, basta continuar a leitura desse artigo! 

A equipe Plantando Bem desenvolveu esse conteúdo completo, com todas as informações terapêuticas dessa propriedade tão famosa e bem aceita. Confira! 

O que é o canabidiol (CBD)?

O CBD, ou Canabidiol é apenas uma das muitas (centenas!) de substâncias presentes na Cannabis Sativa, a famosa maconha, que apresenta alto potencial terapêutico para o tratamento de diversas doenças, estando presente em muitos compostos medicamentosos. 

Diferentemente do que muitos pensam, o Canabidiol não é uma substância psicotrópica, ou seja, não influencia o psiquismo, porque não apresenta Δ⁹-THC, um elemento chamado Delta-9-Tetrahidrocanabinol, responsável pelas alterações psíquicas. 

De modo simples, o CBD não influencia seu cérebro nem faz com que você tenha sensações desconfortáveis como perda da consciência, alterações de espaço-tempo ou alucinações. 

Também não provoca o relaxamento, desinteresse ou qualquer outro efeito colateral semelhante ao uso da Cannabis recreativa. Afinal, esse composto se destina ao uso medicinal do Canabidiol. 

A própria Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgou um relatório em 2017 demonstrando alguns resultados de pesquisas sobre o Canabidiol, garantindo que ele não causa dependência. 

Para que serve o canabidiol?

No geral, o Canabidiol é usado para tratar doenças específicas, sendo, então, a matéria-prima de muitos medicamentos destinados aos tratamentos e sintomas. 

Os remédios provenientes do canabidiol são geralmente em formato de óleos, que são administrados de modo sublingual ou em cápsulas, que facilitam a ingestão. 

A seguir, você conhecerá as principais doenças que podem ser tratadas com o canabidiol para potencializar as chances de cura ou amenizar os sintomas nos casos crônicos. 

Quais doenças podem ser tratadas com o canabidiol?

Já há milênios o canabidiol tem sido reconhecido pelo seu uso medicinal. No continente asiático, por exemplo, o canabidiol é usado desde muito antes de 3.000 a.C, destinado ao tratamento de tuberculose, malária, constipação intestinal e problemas reumatológicos. 

Foi um tempo depois que o Canabidiol passou a ter uso medicinal também na Europa, África e restante do globo, sendo um protagonista no tratamento de doenças que afetam diretamente o sistema nervoso, como:

Por atuar no sistema nervoso central, o Canabidiol é um grande aliado no tratamento de diversas doenças relacionadas a essa região, com o objetivo de amenizar os sintomas e servir como um recurso terapêutico quando os métodos convencionais não surtem o efeito desejado.

Como é o uso medicinal do canabidiol?

uso medicinal do canabidiol como funciona

O tratamento com o canabidiol para uso medicinal é feito a partir de uma análise médica completa da doença e do contexto do paciente, que pode expressar o desejo por um tratamento alternativo com o canabidiol. 

A partir da conclusão da equipe médica responsável, o uso medicinal do canabidiol pode ser prescrito sob um processo de várias etapas até ser comprado e utilizado, de fato. 

O próximo passo, então, é a obtenção da receita médica de controle especial, para que seja possível a compra do medicamento. 

O uso medicinal do canabidiol no Brasil

No Brasil, o uso medicinal do canabidiol é regulado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

É através dela que o canabidiol é categorizado, aprovado e legalizado para comercialização e distribuição sob a receita médica especial. Existem vários medicamentos à base de canabidiol disponíveis para compra no Brasil. 

O mais recente deles foi aprovado pela Anvisa em 2021 e será importado da Colômbia, e deve ser usado apenas quando os outros 5 medicamentos à base de canabidiol disponíveis no mercado brasileiro forem inacessíveis ou estiverem esgotados. 

Isso porque a solução é de uso oral e concentra 50 mg/mL de canabidiol, apresentando cerca de 0,2% de tetrahidrocanabinol (THC), a substância citada anteriormente neste artigo, que está presente na Cannabis e tem propriedades psicotrópicas. 

Essa informação explica a preocupação da Anvisa ao informar que a prescrição desse medicamento deve ser feita apenas em último caso. 

Quais são as vantagens do uso medicinal do canabidiol?

As vantagens do uso medicinal do canabidiol são inúmeras e vão desde o alívio de sintomas de doenças como câncer e Parkinson, até a melhora de crises epilépticas e convulsivas. 

O principal destaque do CBD é a baixa taxa de efeitos colaterais e alterações psíquicas nos pacientes. 

No caso de crises convulsivas e epilépticas, por exemplo, o caso da menina Anny Fischer, diagnosticada com síndrome CDKL5, responsável por convulsões extremas. 

A família Fischer, brasileira, foi a pioneira no uso do canabidiol como tratamento no Brasil, conquistando a legalização da substância em 2014 após constatar a melhora no caso de Anny. 

É interessante o que Katiele, mãe de Anny Fischer, relatou à UOL sobre o tratamento da filha à base de canabidiol, já que os tratamentos convencionais não surtiram nenhum efeito: 

“Ficamos chocados com tamanha eficiência. Quanto à melhora, não foi só dela mas também da família inteira. A redução nas crises trouxe qualidade de vida”

Deu para perceber que a substância realmente tem um poder terapêutico e medicinal incrível, não acha? Mas, como iniciar o tratamento e quando fazê-lo? Confira a seguir algumas dicas e orientações!

Como iniciar o tratamento com uso medicinal do canabidiol?

uso medicinal do canabidiol como iniciar

É importante deixar claro que, antes de escolher o CBD ou canabidiol como tratamento para qualquer doença, é necessário procurar uma equipe médica especializada, apresentar a hipótese e dar atenção à recomendação médica. 

Se a equipe de profissionais médicos considerarem apropriado o uso do canabidiol para o problema de saúde em questão, apresentarão a recomendação por escrito, através de uma receita médica de controle especial, possibilitando a compra. 

As informações apresentadas neste artigo não recomendam nenhum tratamento nem indicam o canabidiol como a melhor opção. 

O conteúdo tem o objetivo educacional e informativo, para que você se conscientize acerca das inúmeras possibilidades terapêuticas e medicinais dos extratos da Cannabis. 

Com isso em mente, o tratamento poderá ser iniciado a partir da prescrição médica e a obtenção da receita especial e, logo após, comprado em farmácias ou ser importado. 

Existe ainda a possibilidade de produzir um óleo de CBD caseiro, a fim de consegui-lo de modo acessível. 

No canal do YouTube da Plantando Bem, mostramos como é possível fazer um óleo de CBD caseiro, a partir do cultivo de plantas indoor com alto teor de CBD, com o objetivo informativo. 

Como podemos te ajudar?

Além dos benefícios do uso medicinal do canabidiol (CBD) para os pacientes, esse extrato da Cannabis também é útil para o rendimento de atletas e suas possíveis lesões musculares ou corporais. 

Todos os métodos de cultivo e informações confiáveis a respeito da Cannabis e seu uso medicinal podem ser encontrados gratuitamente no Blog Plantando Bem e no nosso canal do YouTube. 

Nosso objetivo é te ajudar a ter uma qualidade de vida cada vez melhor com o uso de extratos da Cannabis medicinal de modo seguro e legal. 

Conclusão

Percebeu como o uso medicinal do canabidiol é extremamente eficaz no tratamento de diversas doenças?

Ter acesso a essas informações pode abrir o leque de possibilidades de terapias alternativas e assertivas. 

Se você gostou do conteúdo, continue acompanhando a Plantando Bem também nas redes sociais, onde compartilhamos informações com frequência


Leave a Reply

Your email address will not be published.